Saltar para o conteúdo Saltar para o menu Saltar para o rodapé
Logomarca da Fundação Telefónica Vivo

Fique por dentro


O que é Projeto de Vida? Conheça suas dimensões e importância para alunos do Ensino Médio

Considerando um componente do Novo Ensino Médio pela BNCC, o Projeto de Vida pode ampliar a visão de futuro dos jovens

Data de Publicação: 2021-09-29T03:00:00.000Z | Tempo de leitura: 7 minutos

Pense Grande

Para quem está no Ensino Médio, a escolha do caminho a seguir nos próximos anos não é um processo fácil. Além das dúvidas, é um período de transição em que os jovens passam por mudanças físicas, cognitivas, afetivas e de entendimento sobre o seu papel social. Além disso, fatores como a escolha de uma profissão, a influência dos amigos e as expectativas da família contribuem para essa insegurança.

Se você conhece algum jovem que está nessa fase de decisões, entenda que a preocupação com o futuro é algo que pertence a todos os períodos da vida. E esse processo de escolha não é repentino. Entretanto, com planejamento e autoconhecimento é possível dar os primeiros passos para o seu Projeto de Vida.

Quando alguém vai construir uma casa, por exemplo, é comum chamar um profissional para planejar, desenhar e pensar em tudo o que vai ser necessário para que a obra seja iniciada. É a partir daí que a pessoa terá noção do tempo que levará, do material que será necessário comprar e o que será construído a cada dia.

Nos outros campos da vida acontece de forma semelhante. Se não houver um planejamento sobre as metas a serem alcançadas, as decisões a serem tomadas e as rotas escolhidas podem afastar o jovem do objetivo maior. Nesse sentido, o Projeto de Vida pode ajudá-lo a ter uma visão que contribuirá para alcançar o futuro almejado.


Leia mais: 5 Podcasts sobre projeto de vida para pensar no futuro


Mas afinal, o que é Projeto de Vida?

O Projeto de Vida é o que motiva um indivíduo a seguir em frente na busca por melhores condições de vida e na esperança de um futuro melhor. Muitos especialistas o definem como bússola, que aponta o rumo para onde caminhar.

Ele se baseia na ideia de que o que buscamos para nossa vida está diretamente relacionado ao que queremos para nós mesmos e para o mundo que nos rodeia. Mas para entender esse processo é importante o autoconhecimento. Afinal, ele irá nos ajudar a reconhecer quais são nossas fortalezas, nossas fraquezas e como nos relacionamos com o mundo. O Projeto de Vida ajuda o jovem a responder perguntas como “quem eu sou?” ou “o que eu quero ser?”.

Por isso, vai além da ideia de selecionar uma carreira para seguir. O Projeto de Vida está fortemente ligado ao processo de entender o sentido da nossa existência no mundo. Assim como para assimilarmos a necessidade de sermos protagonistas em nossas trajetórias, sendo responsáveis pelo nosso futuro.

“Antes de decidirmos o que queremos para o futuro, precisamos entender primeiro quem nós somos hoje. Só assim é possível buscar caminhos para alcançar os objetivos lá na frente”, afirma Hanna Danza, psicóloga e consultora em projeto de vida e habilidades socioemocionais.

Justamente pela importância que o Projeto de Vida tem para os diferentes campos da vida do indivíduo, ele passou a ser peça fundamental na escola. Tornou-se um componente da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o desenvolvimento de competências.


Leia mais: O que você precisa saber sobre a competência de Cultura Digital no Novo Ensino Médio


Dimensões do Projeto de Vida

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) elegeu o Projeto de Vida para o Novo Ensino Médio como um dos eixos para o qual as escolas devem organizar suas práticas e metodologias pedagógicas.

A ideia é preparar os estudantes para o século XXI com o desenvolvimento de habilidades socioemocionais e competências como autonomia, resolução de problemas, senso crítico e solidariedade.

De acordo com a BNCC, o Projeto de Vida precisa ser trabalhado na escola em três dimensões para ser eficiente. Essas três áreas permitem um desenvolvimento completo do planejamento, evitando que fatores importantes fiquem para trás na hora de planejar o futuro.

As dimensões proporcionam reflexões, vivências e conhecimentos a partir da vida do estudante e englobam aspectos pessoal, social e profissional.

Veja quais são as dimensões a serem trabalhadas:


Dimensão Pessoal

Trata-se do autoconhecimento, que faz com que um indivíduo se reconheça enquanto sujeito em sociedade. Ao se conhecer, o jovem pode refletir sobre os aspectos que impactam diretamente sua identidade, como os valores éticos, os sentimentos, as emoções, a origem de convivência e familiar. Assim, é possível desvendar os interesses do jovem, suas habilidades e competências, favorecendo também sua autoestima.

Dimensão Social

Aqui, o jovem reflete sobre como as relações com seu entorno e com o mundo impactam diretamente suas ações. Além de entender o que essas relações causam em sua vida. As atividades visam desenvolver o senso de responsabilidade para o bem comum, utilizando a ética e a empatia, por exemplo. Também trazem a consciência dos direitos e deveres sociais, mostrando como agir em coletivo para a solução de problemas que afetam a escola, a comunidade e o planeta. A dimensão social ainda incentiva o senso de empatia e ética do indivíduo.

Dimensão Profissional

Essa etapa tem como característica direcionar a inserção e permanência do jovem no universo profissional, fazendo com que ele tenha atuação produtiva para si e para a sociedade. Estar inserido no mercado de trabalho vai depender da identificação e do desenvolvimento de habilidades, competências e conhecimentos alinhados às demandas do século XXI, como uso da tecnologia, empreendedorismo, criatividade e resiliência. O jovem estará preparado para crescer como cidadão, seja em situações favoráveis quanto nas adversas, com base em valores e saberes pessoais, relacionais e cognitivos.


Ao oferecer essa alternativa, a escola cria oportunidades para que os alunos se dediquem ao desenvolvimento de interesses próprios e alcancem metas pessoais, contando com o apoio e a orientação de educadores. Dessa forma, é possível que eles entendam a importância do Projeto de Vida para além dos limites da escola.

Vale destacar que as três dimensões do Projeto de Vida se completam. Ou seja, as vivências e conhecimentos adquiridos em uma dimensão com certeza serão úteis nas outras duas. E, dessa maneira, proporcionando resultados positivos para o Projeto de Vida.


Leia mais: Como o projeto de vida pode potencializar o empreendedorismo social?

 


#Projeto de Vida

Comentários

Você precisa estar logado para comentar

Ver mais comentários