alt marcas
25 de abril de 2018

A plataforma Ecosia destina grande parte de seus lucros para ajudar no reflorestamento do planeta

 

Imagine se uma árvore fosse plantada cada vez que você pesquisasse alguma coisa na internet? Legal, né? Pois é mais ou menos isso que o buscador alemão Ecosia faz.

O ecosia.org destina 80% de seus lucros para programas de reflorestamento em todo o planeta. A meta é plantar um bilhão de árvores até 2020.

“Nós queremos um mundo onde todos vivam em harmonia entre si e com a natureza e estamos trabalhando duro para que isso se torne realidade”, diz a diretora de relações públicas da companhia, Jacey Bingler.

A ideia de criar a plataforma surgiu em 2009, depois que o administrador de empresas Christian Kroll passou um ano viajando. Infeliz no trabalho anterior, ele queria fazer algo que realmente valesse a pena para ele.

 

Mudas de pantas e regador. Site de busca planta uma árvore a cada pesquisa feita

 

Desde então, já foram plantadas 25 milhões de árvores, o que representa quase sete milhões de euros investidos (cerca de 28 milhões de reais).

O dinheiro vem dos anunciantes do site. Por isso, quanto mais usuários, mais sementes cultivadas. Hoje, o Ecosia utiliza a base de dados do buscador Bing, da Microsoft.

Saiba mais neste vídeo em inglês sobre o Ecosia:

“Em breve, esperamos ajudar as pessoas a tomarem decisões mais sustentáveis”, diz Jacey. “Se elas buscam um serviço, queremos mostrar aqueles que menos liberam gás carbônico. Se buscam um produto, vamos mostrar onde é possível alugar ou até mesmo pegar emprestado, em vez de incentivar a compra. Queremos ser um buscador ‘verde’”.

Uma das mais de 10 instituições ajudadas pelo Ecosia é a brasileira Pacto, cujo objetivo é preservar e restaurar áreas nativas de Mata Atlântica. Segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), esse bioma teve quase 30 mil hectares destruídos (o equivalente a 42 mil campos de futebol) apenas entre 2015 e 2016.

 

Homens agachados em meio a plantação de mudas. Site de busca planta uma árvore a cada pesquisa feita

 

Os dados são alarmantes, mas Jacey acredita que pequenas atitudes somadas podem mudar o mundo. “Graças às placas de energia solar em nosso escritório, não produzimos gás carbônico. Além disso, cada busca feita no Ecosia tira um quilo de CO2 da atmosfera. Tudo isso pode causar um grande impacto se mais pessoas fizerem. É isso que tentamos compartilhar com nossos usuários”, conclui.

 

No Brasil, uma atleta também resolveu transformar resultados em sementes. No caso de Mirlene Picin, atual bicampeã sul-americana de ski cross country, nove vezes campeã brasileira de biathlon e dona de 26 medalhas no sul-americano da categoria, ela transforma os resultados de medalhas em mudas de árvores.  A cada pódio, uma quantidade é plantada. Desde 2015, quando o projeto começou, já foram plantadas 1.100 mudas. Só neste ano foram contabilizadas 110 árvores em cinco pódios.

Já outro exemplo de quem virou um empreendedor do verde vem da Alemanha, assim como o Ecosia. O jovem Felix Finkbeiner criou, em 2008 aos 9 anos, o projeto Plant for the Planet, que atua na mobilização de jovens e crianças para o plantio de mudas em todo o mundo. Desde então, mais de 15 bilhões de árvores foram plantadas. A meta agora é atingir a marca de 10 milhões até 2021.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

22 de março de 2018

6 dicas para começar a empreender

20 de fevereiro de 2018

Catador abre negócio de coleta porta a porta

19 de fevereiro de 2018

Bagaço da cana vira uma luz para quem mora na rua