alt marcas
Glossário
Baixar PDF

Glossário

Termo O que é?
Aceleradora Organização com fins lucrativos que investe em empresas e negócios com maior potencial e vontade de crescer rápido e que normalmente já passaram pelo estágio inicial.
Análise F.O.F.A Método de análise para detectar pontos fortes e fracos de uma organização. Seu objetivo é torná-la mais eficiente e competitiva, corrigindo assim suas deficiências. O nome é um acrônimo para Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças, e é também conhecida pelo nome, em inglês, SWOT.
Arduíno Aparato tecnológico flexível, fácil de usar e de baixo custo. É uma plataforma eletrônica de hardware livre e placa única, usada para formar pessoas em tecnologia, criar e prototipar artefatos tecnológicos simples.
Assessorias Encontros de acompanhamento personalizados entre o(a) multiplicador(a) e cada equipe durante o desenvolvimento do empreendimento. É um atendimento para resolver dúvidas, tratar de temas e demandas específicos do empreendimento, provocar reflexões e amparar os(as) jovens no processo de empreender.
Atitude empreendedora “Conjunto de características e ações individuais que motivam o comportamento empreendedor. Representa também a capacidade de assumir a liderança da própria vida.
Essas características passam por: ter um olhar atento para enxergar necessidades e problemas à sua volta e reconhecer as soluções emergentes; ser crítico(a) para desafiar o senso comum e desenvolver soluções inovadoras para esses problemas e necessidades; saber usar as ferramentas e recursos que estão disponíveis e acessíveis; ser proativo(a) e ter capacidade de execução, ou seja, se mexer para fazer acontecer.”
Atividades-chave Ações, rotinas e atividades essenciais que precisam ser realizadas para um negócio funcionar.
Atores diretos Pessoas, grupos ou organizações que estão ligados ao desafio ou serão impactados diretamente pela solução (negócio).
Atores indiretos Pessoas, grupos ou organizações que podem ajudar (ou atrapalhar) na solução proposta, mas não estão ligados diretamente ao desafio do empreendimento.
Brainstorming Técnica criativa com objetivo de gerar um grande volume de novas ideias. Todas contribuições são consideradas válidas; não há certo ou errado. O termo é formado pela junção de duas palavras inglesas: brain (cérebro, intelecto) e storm (tempestade).
Canais Caminhos, meios e estratégias oferecidos pelo empreendimento para que o produto ou serviço possa ser conhecido, comprado e recebido pelos(as) clientes.
Canvas Ferramenta simples e bastante visual, utilizada para enxergar claramente um modelo de negócio e para acompanhar o processo de validação desse modelo.
Capturar valor Obter recursos (principalmente dinheiro) que recompensem o empreendedor por ter criado e entregue valor a alguém. Tais recursos servem para sustentar o empreendimento que cria e entrega valor a um(a) cliente.
Cliente Pessoa, grupo ou organização para o qual o empreendimento cria valor. Alguns empreendimentos possuem dois tipos de cliente: o que paga e que, com isso, permite que o empreendimento siga existindo; e o que apenas é beneficiado pelo empreendimento.
Comunidade Grupo de pessoas com valores comuns, que pode estar localizado em um determinado território ou espalhado por diferentes regiões, desde que compartilhe de elementos (valores, habilidades, interesses, conhecimentos) que conectem as pessoas que o compõe.
Coworkings Espaços que oferecem estrutura física compartilhada com outras pessoas e/ou organizações, disponibilizando mesas, salas para reuniões, internet e outros recursos. Podem ser públicos ou privados.
Cultura maker Cultura do "faça você mesmo(a)", "fazedores(as)", DIY (sigla para Do It Yourself, em inglês). Mostra que pessoas comuns podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos.
Declaração do Milênio Documento assinado por líderes de 191 nações em 2000, durante a Cúpula do Milênio, evento da Organização das Nações Unidas (ONU). Essa declaração traz o compromisso desses líderes com a eliminação da pobreza extrema até 2015, por meio de 8 objetivos.
Design Thinking Abordagem que busca a solução de problemas de forma coletiva e colaborativa, em uma perspectiva de empatia máxima com os públicos interessados nessa solução (atores): as pessoas são colocadas no centro de desenvolvimento do produto ou serviço — não somente o(a) cliente, mas todos(as) os(as) envolvidos(as) na ideia.
DIY (Do It Yourself) Termo que pode ser traduzido como "faça você mesmo(a)" ou "faça com as próprias mãos". É um movimento — ou até um estilo de vida — que incentiva a criação de diversos produtos e se refere a qualquer coisa projetada, modificada ou fabricada pela própria pessoa, sem a ajuda de profissionais.
Empatia “Habilidade de imaginar-se e colocar-se no lugar de outra pessoa. Qualquer ato de envolvimento emocional em relação a uma pessoa, a um grupo e a uma cultura.
Enquanto empreendedor(a), é a capacidade de se colocar no lugar das pessoas para quem vai prestar serviço e tentar compreender suas reais necessidades, é “”calçar os sapatos do(a) outro(a)””.”
Empreendimento Segundo o dicionário, é o ato de empreender ou aquilo que se empreende.Para o Pense Grande, é o projeto, empresa, organização (com ou sem fins lucrativos), associação, cooperativa ou negócio que será desenvolvido pelas equipes, independente da figura jurídica.
Empreendimento com impacto social “Existem muitas variações do termos — negócios sociais, empreendimentos sociais, negócios de impacto, negócios de impacto social, entre outras — que se diferenciam por alguns detalhes, mas normalmente concordam que esses empreendimentos combinam benefícios sociambientais e resultado financeiro positivo e sustentável.
Para o Pense Grande, o impacto social pode ser gerado na forma e estrutura do empreendimento, na inclusão de grupos de colaboradores(as) e fornecedores(as) normalmente excluídos(as), no acesso a bens e serviços por clientes antes excluídos(as), e em benefícios sociais e ambientais a partir do próprio produto ou serviço.”
Engajamento Envolvimento, interação e relacionamento com uma marca ou causa, principalmente nas redes sociais, que vai além do número de seguidores(as) em uma rede social ou curtidas em uma postagem.
Entregar valor Levar os benefícios da solução até os(as) clientes.
Estrutura de custos Custos (gastos) que o empreendimento gera para criar e entregar valor, e que precisa se equilibrar às receitas para manter o emprendimento de pé e funcionando.
Fab labs Abreviação em inglês para “laboratório de fabricação” – um espaço em que pessoas de diversas áreas se reúnem para realizar projetos de fabricação digital de forma colaborativa.
Fidelizar um(a) cliente Traçar e executar estratégias de relacionamento para transformar clientes pontuais em assíduos(as) e em porta-vozes da marca. Esses(as) clientes, com seu potencial de engajamento, funcionam como um núcleo de atração para novos(as) compradores(as), e disseminam a boa imagem da marca.
Fontes de receita Formas e estratégias de como o empreendimento ganha dinheiro, e assim se sustentará financeiramente.
Gadgets “Em uma tradução livre, trata-se de bugigangas, geringonças, enfim, espécie de apetrechos tecnológicos.
Podem ser algo mais elaborado e complexo — como telefones celulares, tocadores de MP3, impressoras 3D, tablets —, mas também mais simples, que ajudam seu dia a dia — como fones de ouvido, câmeras fotográficas, entre outros.”
Gambiarra Capacidade de gerar resultados utilizando de recursos disponíveis, diferenciando-se pelo improviso, transformando, adaptando ou adequando algo com o objetivo de solucionar uma necessidade.
Ganhar escala Implementar processos e estratégias para reduzir custos e aumentar a lucratividade do empreendimento, é o famoso "fazer mais com menos". Também pode significar a ampliação de produção e/ou público atendido.
Hacker Aquele(a) que transforma a realidade por conhecê-la profundamente. É o(a) indivíduo(a) que consegue recriar uma versão melhorada do sistema vigente.
Hackspaces Espaços físicos operados pela comunidade, onde as pessoas compartilham seu interesse em mexer com a tecnologia, se encontram e trabalham em seus projetos e aprendem umas com as outras.
Hardware Termo usado para designar as peças, circuitos, e componentes eletrônicos em geral. É um termo muito utilizado na informática, para definir as peças do computador.
Ideação A segunda das três fases do Design Thinking, na qual um grande volume de ideias se apresenta sem nenhum julgamento. É o momento de pensar "fora da caixa", a fim de propor soluções para o problema ou desafio.
Identidade visual Conjunto de símbolos e elementos, principalmente gráficos, concebido para representar os valores e ideais do empreendimento e apresentá-los ao(à) cliente.
Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias.
Impacto social Mudanças produzidas em uma dada realidade a partir de existência de determinada intervenção, como um empreendimento social, por exemplo.
Incubadora Organização que auxilia empreendedores(as) na etapa inicial de seus negócios, buscando estruturá-los(as) para terem maiores chances de sobrevivência. Seu foco normalmente são empreendimentos inovadores.
Investimento anjo Investimento efetuado por pessoas físicas, com seu capital próprio, em empresas, geralmente em startups.
Landing pages Páginas mais simples e com menos elementos que as tradicionais, cujo objetivo é a conversão de clientes. É uma das melhores estratégias para transformar visitantes em potenciais clientes e ainda captar informações valiosas.
Lean Startup ou "Startup Enxuta" É um conjunto de práticas para criação de novos negócios de forma ágil, com baixos custos e orientada ao desejo dos(as) clientes.
Logotipo Representação gráfica do nome de uma empresa em que apenas são utilizados o símbolo e a tipografia (letras).
Mapa de Atores "Técnica para identificar pessoas e gerar redes de engajamento para os projetos. Com o mapa de atores, é possível visualizar o nível de influência e de comprometimento de atores que ainda nem sabem que fazem parte dos projetos que transformarão a sua própria comunidade, por meio da simples inovação de valores.
Mapa de Empatia Ferramenta que ajuda a conhecer a fundo o(a) cliente para conseguir ter empatia com ele(a).
Mapeamento da comunidade Identificação e organização das principais
características de uma localidade — seus atores, as pessoas,
as instituições, os representantes, as
lideranças, as redes de relações, os serviços,
os espaços, os equipamentos disponíveis, entre
outras —, que permitem a proposição de ações
efetivas que conversem com as demandas reais do
local.
Marca É um sinal distintivo cujas funções principais são identificar a origem e distinguir produtos ou serviços de outros idênticos, semelhantes ou afins de origem diversa.
Mentoria Processo de troca de experiências em que o mentor motiva e auxilia o(a) empreendedor(a) no desenvolvimento de habilidades e mostra novos caminhos durante a abertura e o crescimento dos seus negócios.
Mobilização Ato de convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, compartilhando interpretações e sentido.
Modelo de negócio Descrição de como um empreendimento cria valor (os benefícios que o empreendimento quer fornecer aos/às clientes); entrega valor (como o empreendimento irá levar esses benefícios até seu/sua cliente) e captura valor (ou seja, como esse empreendimento irá se sustentar financeiramente).
MVP Minimum Viable Product ou Produto Minimamente Viável, em português. É a maneira mais rápida e fácil de testar as hipóteses essenciais que o(a) empreendedor(a) tem a respeito de seu modelo de negócio e, ao mesmo tempo, já entregar algum valor ao(à) cliente.
Networking Forma moderna de fazer negócios, que consiste em criar nossa própria rede de contatos profissionais e pessoais, permitindo ter acesso a pessoas que nos interessam ou que podem nos interessar no futuro, mas que ainda não conhecemos.
Novas tecnologias de informação e comunicação Um conjunto de recursos tecnológicos integrados entre si que proporcionam — por meio das funções de hardware, software e telecomunicações — a automação e comunicação dos processos de negócios, da pesquisa científica, de ensino e aprendizagem, entre outros.
ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável “Agenda lançada durante a Cúpula do Milênio em 2015, com 17 objetivos definidos pelos Estados-membros da ONU, conjuntamente com sociedade civil, como parte de uma nova agenda de desenvolvimento sustentável, que deve finalizar o trabalho dos ODM e não deixar ninguém para trás.
A agenda reflete os novos desafios de desenvolvimento e está ligada ao resultado da Rio+20 — a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável – , que foi realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro, Brasil.”
Parcerias principais Principais fornecedores(as) e parceiros(as), podendo ser pessoas ou organizações, que ajudarão o empreendimento a funcionar.
Pitch Apresentação do negócio em pouco tempo, com o objetivo de despertar o interesse de um(a) investidor(a) ou do(a) próprio(a) cliente.
Plano de negócio Ferramenta que auxilia o(a) empreendedor(a) a estruturar de forma escrita seus pensamentos, visões, estratégias, alocação de recursos e a definir o caminho a seguir.
Produto Mínimo Viável Maneira mais rápida e fácil de testar as hipóteses essenciais que o empreendedor tem a respeito de seu modelo de negócio e, ao mesmo tempo, já entregar algum valor ao(à) cliente.
Projeto de vida Trilha que você irá percorrer ao executar os diversos planejamentos que tem e terá. São as diretrizes básicas que determinam o rumo da sua vida.
Propostas de valor Determina se o que é oferecido pelo negócio tem, de fato, valor para seus(uas) clientes.
Protótipo Modelo construído para testar um produto ou um serviço. Ele é resultado das pesquisas iniciais relativas a uma ideia ou suposição e, também, uma base para que novas mudanças e implementações dessa ideia possam ser realizadas.
Público-alvo É para quem o empreendimento foi desenvolvido e será impactado diretamente pelo negócio. Possui características similares como, por exemplo, faixa etária, comportamento, classe social, entre outras.
Recursos
principais
São os recursos físicos, humanos e tecnológicos necessários para fazer o negócio acontecer.
Rede de apoio Conjunto de organizações, entidades ou pessoas que trabalham de maneira sincronizada com o objetivo de colaborar para alguma causa.
Relacionamento com clientes Diferentes tipos de relações que um negócio estabelece com determinados segmentos de clientes. Os relacionamentos podem ir desde o pessoal até os automatizados.
Segmentos de clientes Seleção de grupos de clientes com perfis e demandas similares alinhados com sua proposta de valor e que sejam atrativos para seu negócio.
Slogan Frase curta que busca representar uma marca para promover a rápida identificação e memorização de seus produtos e serviços pelos(as) consumidores(as).
Software Pode ser entendido como a “mente” que comanda a máquina, pode ser um computador, uma câmera, um celular, etc., composta por elementos que não são palpáveis. Ele é formulado por meio de códigos e combinações para funcionar da maneira ideal.
Stakeholders Indivíduos e organizações que estão ativamente interessados em um projeto ou cujos interesses podem ser positiva ou negativamente afetados pelo negócio.
Startup Enxuta Conjunto de práticas para criação de novos negócios de forma ágil, com baixos custos e orientada ao desejo dos(as) clientes.
Storytelling Capacidade de contar histórias relevantes. É uma maneira antiga e poderosa de dar vida e cor à sua marca por meio de vídeos e outros materiais.
Sustentabilidade da iniciativa Definição bastante ampla, muito além de aspectos econômicos, como o lucro de um negócio, por exemplo. Envolve aspectos sociais e ecológicos, bem como valores, objetivos e processos que equilibrem esses três pilares.
Tecnologia No Pense Grande, entendemos tecnologia como a criação de ferramentas que utilizam da conexão e do digital para resolver problemas e deixar as tarefas mais fáceis.
Teste Fumaça O Teste Fumaça é um blefe. Ele acontece quando uma equipe de empreendedores(as) finge que está lançando um serviço (ou produto) no mercado para entender a reação de seus(uas) potenciais clientes.