alt marcas
Equipe
Baixar PDF

Contexto

Olá! Bem-vindo(a) de volta à formação Pense Grande.

Até o tema anterior, cada jovem estava desenvolvendo seu empreendimento de maneira individual, olhando para sua realidade e seu contexto de vida. Revisitou sua história, seus saberes, interesses e aquilo que já sabe fazer.

Ao mergulhar em sua comunidade, encontrou nos desafios locais grandes oportunidades para solucioná-los, e isso é fundamental para quem quer ter uma atitude empreendedora. Sabe aquela história de com um limão fazer uma limonada?

Se no tema “Oportunidade” os(as) jovens encontraram desafios em seu entorno e os relacionaram a uma agenda global como os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, no tema “Modelo de Negócios” definiram soluções a fim de superá-los, organizando essas ideias no formato de um modelo de negócio, lembrando sempre de seu propósito para empreender.

No tema “Equipe”, eles(as) dão continuidade a seus modelos de negócio a fim de que se tornem empreendimentos reais. Mas, para que os sonhos saiam do papel, é necessário formar uma equipe. Afinal, como já dizia uma canção de Raul Seixas, “sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade”.

É possível empreender sozinho? Sim, mas é muito mais difícil. Possivelmente, o(a) empreendedor(a) não dará conta de tudo para sempre, afinal, para um negócio realmente acontecer – e se manter – são necessárias muitas frentes.

Queremos desmistificar a ideia do “faz-tudo” no empreendimento.

O objetivo central do tema “Equipe” é como o(a) jovem pode se cercar de outras pessoas que tenham conhecimentos e habilidades complementares para criar uma equipe e desenvolver o negócio.

É um tema mais “leve” e rápido, mas não menos importante do que os demais. É uma tomada de fôlego para os próximos assuntos que virão. Neste tema, há uma importante mudança: o negócio deixará de ser “eu” e passará a ser “nós”.

Na jornada de um(a) empreendedor(a), o que normalmente acontece é ele(a) se unir a outras pessoas a partir de uma ideia, de uma vontade em comum, de um propósito. Isso também acontece em muitos outros momentos da vida. Por exemplo, na escola, na faculdade, com amigos(as) do bairro, em uma banda, um grupo de teatro, uma equipe de esporte, um grupo religioso, entre outros.

É importante refletir, neste momento do empreendimento, quem está apoiando ou pode apoiar o(a) jovem nessa ideia? Que competências e conhecimentos são necessários ter na equipe para levar o empreendimento adiante, concretizando-o?

Propomos neste tema maneiras de encontrar pessoas com as competências primordiais para cada empreendimento ou, ainda, encontrar “consultores(as)” que auxiliem a equipe em seus desafios e tarefas. O que se espera é a formação de equipes consistentes com clareza sobre como cada integrante vai contribuir, quais habilidades cada um(a) pode oferecer para o empreendimento.

Temos muito a fazer. Vem!

O que este capítulo propõe:

_Identificar as necessidades e competências de uma equipe para o empreendimento;
_Pensar e formar uma equipe com habilidades complementares para desenvolver um empreendimento;
_Desenvolver habilidades para trabalhar em equipe, tendo clareza dos papéis e responsabilidades de cada componente;
_Alinhar a equipe sobre o modelo de negócio proposto;