alt marcas

Prova da Solução | Será que deu certo?

Atividade 3:

Tempo Estimado

Varia conforme a equipe, mas sugerimos que os encontros com as equipes (assessorias) não ultrapassem 1 hora de duração.

Materiais
Necessários

medir os resultados e avaliar a execução do MVP, com a finalidade de gerar lições aprendidas no desenvolvimento do empreendimento.

#comofazer:

Agora que já foi definido o que será testado, o objetivo e a estratégia do protótipo, é preciso encontrar uma forma de saber se o teste atingiu ou não os resultados esperados. Como os times vão realmente saber se “deu certo”?

Como já disse o estatístico americano Willian Deming: “O que não pode ser medido, não pode ser gerenciado.” Para saber se os testes deram certo e se as hipóteses foram validadas ou refutadas, é preciso medir.

E não adianta medir qualquer coisa! Tem que estar conectado com a hipótese, saber o que se quer descobrir e o que se quer alcançar com o teste. Para isso, é importante definir: aonde se quer chegar (meta), e a “régua” para dizer se está perto ou longe de alcançar (métrica).

A_Para medir os resultados do MVP e saber se os objetivos foram alcançados, os times agora definem as metas e as métricas relacionadas. Métricas são as medidas usadas para acompanhar o andamento de um projeto e fazer comparações ao longo de um tempo definido. Meta é o resultado a ser atingido.

Definir a métrica (o que vou medir) e a meta (quanto espero alcançar) possibilita declarar o sucesso do MVP.

Vamos usar um exemplo simples para esclarecer esses conceitos.

Imagine uma pessoa que quer perder peso. Esse é o desafio. Sua hipótese é: acrescentar algum exercício aeróbico, como caminhada, em sua rotina é suficiente para resolver esse desafio. Ela se propõe a testar essa hipótese, definindo as seguintes metas e métricas:

Nesse caso, se a pessoa caminhar dois quilômetros por dia e perder um quilo em uma semana, a hipótese terá sido validada. Se o resultado não for esse, ela pode gerar novas hipóteses, ajustar a estratégia e testar até atingir a meta.

Voltando ao caso do Embarcar, poderíamos chegar a esta proposta, por exemplo:

B_Peça para as equipes montarem tabelas, a fim de organizarem todos os resultados da execução do MVP. Assim, fica muito mais fácil analisarem, a partir de dados e fatos, o que realmente aconteceu, deu certo ou errado nas estratégias adotadas.

C_Agende uma assessoria com todos(as) os(as) integrantes de cada equipe para discutirem e analisarem em conjunto os resultados dos testes do MVP. É um passo fundamental para fechar o ciclo do primeiro teste do MVP e, se necessário, abrir novos ciclos de testes.

Algumas perguntas podem auxiliar nessa reflexão conjunta:

_“Como a equipe avalia a execução do MVP? O que foi muito legal e o que pode melhorar?”
_“Quais foram os principais resultados do MVP? Chegaram perto ou longe das metas acordadas?”
_“Quais os principais aprendizados para o empreendimento?”
_“Quais hipóteses foram validadas e quais foram refutadas?”