alt marcas

Oportunidade | Mapa de Empatia

Baixar PDF

Atividade 4:

Tempo Estimado

1 h

Materiais
Necessários

entender o que é e como utilizar um Mapa de Empatia, para conhecer melhor o futuro cliente e assim desenvolver empreendimentos a partir de suas necessidades e aspirações.

Esta atividade é uma adaptação da proposta “Conhecendo mais o(a) outro(a)”, promovida pelo Impact Hub, parceiro do Programa Pense Grande.

O Mapa de Empatia foi criado por Alexander Osterwalder, o mesmo autor de outra ferramenta que veremos nos próximos encontros, o Canvas.

O objetivo do Mapa da Empatia é ajudar os(as) empreendedores(as) a se colocarem no lugar do seu público-alvo, compreendendo melhor suas demandas, desejos e dificuldades. O Mapa nos indica o que o cliente diz, faz, vê, pensa, sente e ouve em relação a um produto ou serviço que o(a) empreendedor(a) quer desenvolver. Dessa forma, o(a) empreendedor(a) desenvolve seu empreendimento a partir do ponto de vista do cliente.

Essa é uma informação importantíssima, pois muitas vezes empreendemos a partir de uma percepção pessoal, de uma vontade própria, e não da necessidade do outro.

Apesar de o Mapa poder ser feito com uma personagem fictícia, é recomendado mapearmos uma personagem real, um potencial (e real) cliente. O objetivo é que os(as) jovens façam realmente um esforço para se colocarem na pele desse potencial cliente, mesmo que não conheçam sua realidade profundamente.

#comofazer:

A_Pensando no desafio escolhido por cada jovem, agora é definir quem é o seu público-alvo (ou seu cliente principal).

B_Entregue a cada um(a) a folha modelo “Mapa de Empatia”. Cada jovem vai levantar e organizar as informações sobre esse cliente utilizando o Mapa, a partir de seus “achismos” ou de pesquisas na Internet, jornais, revistas, livros e afins. Na próxima atividade, validaremos, ou não, as impressões iniciais.

Eles(as) criarão uma personagem (persona) que represente seu público-alvo. Disponibilize vários post-its e oriente-os(as) a preencherem na seguinte ordem, respondendo às perguntas a seguir:

Passo 1: O que ele(a) pensa e sente?

_O que esta pessoa (ou grupo) realmente quer? E o que não quer de jeito algum?
_Quais são seus maiores desejos e objetivos?
_Quais seus maiores temores? Quais são suas preocupações?

Passo 2: O que ele(a) escuta?

_Como o ambiente o(a) influencia?
_O que amigos, familiares, vizinhança dizem sobre ele(a)?
_O que ouve de pessoas próximas? Quem realmente o(a) influencia?

Passo 3: O que ele(a) fala e faz?

_Como se veste, como se porta (e comporta)?
_Quais as histórias que conta?
_O que demonstra aos outros? O que fala aos outros?

Passo 4: O que ele(a) vê? (ambiente)

_O que as pessoas à sua volta estão fazendo?
_Como é a casa de seus amigos amigos e familiares?
_O que o mercado oferece em seu entorno?

Passo 5: Fraquezas

_Quais são seus principais medos e dores?
_O que pode dar errado em sua vida?
_Quais obstáculos enfrenta?
_Qual o maior obstáculo para seus objetivos?

Passo 6: Ganhos

_Quais são seus principais desejos e vontades?
_Onde quer chegar?
_Qual o seu projeto ideal?

As perguntas acima são sugestões. Você pode pensar em outras que ajudem no entendimento e reflexão de cada um.

C_Peça para que ao menos cinco jovens apresentem seus mapas. Faça um apanhado do que foi discutido e apresentado e certifique-se de que ninguém ficou com dúvidas.

D_Encerre a atividade fazendo algumas perguntas provocadoras para o grupo, como:

_“Os registros no mapa são a partir da visão que vocês têm do cliente ou dele próprio?
_“O quanto você conhece deste cliente? Como chegou a estas informações?”
_“O desafio escolhido responde às dores e objetivos do cliente? Como? De que forma?”

Deixe a palavra aberta para quem quiser responder.

Há um vídeo produzido pelo Pense Grande que pode apoiá-lo nesta atividade. Entre outros assuntos, aborda o Mapa de Empatia.
Acesse: https://youtu.be/YD7nW87bQhg?t=3m29s

A tendência é que, no começo, as primeiras hipóteses sobre o cliente sejam ainda superficiais, a partir do olhar dos(as) jovens ou de suas experiências. Essas informações serão mais refinadas e comprovadas com o amadurecimento do empreendimento. Por isso fazemos a atividade com post-its, que podem ser mudados no futuro.

Importante: Os campos “Ganhos e Fraquezas” definem o que é importante para o cliente. Se o desafio escolhido não aparecer aqui, pode ser que não seja tão importante para o cliente. Provoque os(as) jovens dizendo que, quanto mais importante é o desafio para o cliente, mais impacto e mais chance de dar certo o empreendimento terá.