alt marcas

Equipe | Vamô, time!

Baixar PDF

Atividade 2:

Tempo Estimado

2h

Materiais
Necessários

facilitar a formação das equipes dos empreendimentos, combinando pessoas com temas de interesse em comum, afinidades e competências complementares com as necessidades dos negócios.

Chegou a hora de formar os times de empreendedores(as)! Até aqui, os(as) jovens caminharam individualmente em suas jornadas empreendedoras, agora vão compor equipes que, em conjunto, atenderão a um desafio único.

Cada jovem tem uma decisão a fazer: permanecer com sua solução inicial e convidar outras pessoas para seu empreendimento OU se incorporar ao time de outro empreendimento que lhe pareceu mais interessante, factível e/ou alinhado com seus interesses.

#comofazer:

A_Peça para os(as) jovens formarem duplas. Cada jovem apresenta seu empreendimento para sua dupla, focando nos seguintes pontos:

a_O desafio escolhido (a oportunidade encontrada);
b_A solução proposta que responderá ao desafio (O quê?);
c_O segmento de cliente ou público-alvo da solução (Para quem?);
d_Ações necessárias para o negócio acontecer (Atividades-chave);
e_Os perfis de pessoas que necessita para apoiá-lo(a) e colocar seu empreendimento na rua

B_Depois que a primeira pessoa se apresentar, ela vai escutar a apresentação de sua dupla.

C_Quando ambas já tiverem apresentado, os(as) jovens devem buscar outra pessoa para uma nova dupla e repetirem suas falas, até que todos(as) se apresentem e escutem os(as) demais.

A_Sugerimos cinco minutos para a apresentação, pois é o tempo médio de um pitch que, resumidamente, é a maneira como um(a) empreendedor(a) apresenta seu negócio para possíveis investidores. É o famoso “vender seu peixe”. Falaremos com maior profundidade sobre esse assunto no Tema 9 da formação. Fique ligado(a)!

B_As falas precisam ser objetivas e claras: é uma arte conseguir comunicar aquilo que desejamos dizer ao outro em pouco tempo. Para isso, vale usar palavras simples, ser direto(a) nas ideias e explicitar as justificativas.

C_É importante que você, multiplicador(a), faça o papel de “cuidador(a) do tempo”. Todos(as) devem ter a mesma oportunidade de expor suas ideias, sem privilégios. Avise o grupo quando faltar um minuto para terminar o tempo estipulado para cada fala. Pode usar um celular, por exemplo, para cronometrar o tempo.

D_Incentive os(as) jovens a tomarem notas das apresentações dos(as) outros(as) colegas, coletando o que mais chamou a atenção deles(as).

D_Com as apresentações feitas, comunique a turma o desafio que tem de formar as equipes, preferencialmente, com duas a quatro pessoas, para continuar desenvolvendo os empreendimentos. Cada pessoa tem três opções nesse momento:
1_Conversar com os(as) colegas para convidar pessoas para sua equipe – de acordo com os perfis e necessidades levantadas;
2_Abrir mão de sua solução e se juntar à equipe de outro empreendimento;
3_Continuar empreendendo sozinho(a) – caso não consiga ninguém para sua equipe.

Os(as) jovens podem se juntar em equipes a partir de vários critérios, como:

_Afinidade com o desafio escolhido;
_O mesmo tema ou ODS;
_O mesmo público-alvo ou cliente;
_Habilidades que possuem e que são necessárias em outro empreendimento (“eu sei algo que aquela outra pessoa precisa”);
_Afinidade com algumas pessoas do grupo.

A_É possível me juntar a um grupo pela amizade? Sim, os(as) jovens podem se juntar com aqueles(as) que consideram amigos(as) ou colegas mais próximos(as). Isso é importante, mas lembre-se que empreender não é como fazer um trabalho de escola ou faculdade. É algo que exige um comprometimento muito maior e que todos(as) precisam, igualmente, colocar a mão na massa. Só alerte o grupo para não deixar de lado a parte técnica, isto é, as necessidades do empreendimento ou as habilidades e competências de seus(uas) integrantes.

B_Cada equipe deve ter de dois a quatro integrantes no máximo. Equipes menores, até quatro pessoas, funcionam melhor do que as muito numerosas, pois nas equipes grandes fica difícil manter o mesmo comprometimento e volume de trabalho entre todos(as) seus(uas) integrantes. Estamos criando uma startup e todos(as) agora são cofundadores(as). Não faz sentido começar um empreendimento com muitos(as) sócios(as).

C_Pode ser que alguém queira continuar sozinho(a) ou que não consiga recrutar ninguém. Tudo bem se isso acontecer, mas sempre incentive a formação das equipes: é muito mais rico tanto para o empreendedor quanto para o empreendimento!

D_A composição das equipes pode ainda se alterar durante os próximos encontros. É comum isso acontecer, na medida em que os empreendimentos vão tomando corpo. Há a possibilidade de outras pessoas comporem o time durante o processo.

E_Procure acolher todo o grupo nas equipes. Caso algum(a) jovem não encontre um tema de seu interesse, procure compreender suas habilidades e ajude-o(a) a se encaixar em algum time.

F_As equipes devem analisar se conseguiram todas as competências necessárias para fazer o empreendimento acontecer. Caso contrário, devem pensar em pessoas de fora do grupo para agregar as competências que faltam para completar os times.

G_Em geral, as pessoas de fora, se não puderem participar da formação Pense Grande, transformam-se em uma espécie de “consultores(as)” para as equipes, auxiliando os(as) jovens em todos desafios do empreendimento.

H_Caso essa formação aconteça em um ambiente em que, por exemplo, não seja permitida a participação de pessoas de fora, será preciso encontrar soluções para lidar com as limitações. Uma estratégia é propor que a pessoa externa participe online ou que a equipe encontre a ajuda necessária nas pessoas de outros grupos.