alt marcas

Clique aqui, ouça o Pense Grande Podcast e inspire-se sobre empreendedorismo!

Ver todos os jovens

Conheça o empreendimento

Gustavo de Quadros Santos

23 anos

Papyrus

Moro em Portão, cidade do interior do Rio Grande do Sul, com apenas 34 mil habitantes, mas passo o dia todo em Porto Alegre, com seus 1,4 milhões de habitantes. Me sinto habitando as duas ao mesmo tempo. E como são diferentes! As ruas, as casas e prédios, as pessoas, os diálogos, os assuntos, os valores, a noção de tempo. É tudo muito diferente! É estranho viver essa dualidade no dia a dia. Mas acredito que essa compreensão de dinâmicas tão diferentes em locais tão próximos foi uma das coisas que mais contribuiu para que eu buscasse uma comunicação eficiente entre as pessoas, prezando pela compreensão mútua das diferenças.

Da minha história, o mais importante é dizer que:

Cresci sonhando em ser político, mesmo sem entender muito bem o que um político fazia. Mais velho, no ensino médio técnico, durante uma aula de Eletrônica, decidi que queria ser economista. Eu achava mais interessante discutir desenvolvimento econômico do que projetar um circuito para fazer um relógio funcionar.

Já na faculdade, as coisas se cruzaram e eu percebi que na verdade eu não queria ser político; o que me encantava nesse mundo era poder propor soluções para problemas. O governo era apenas um caminho para facilitar a formulação ampla de soluções e elevar o potencial de impacto delas.

Da minha ação, o mais importante é dizer que:

Aproximar pessoas e governos por meio de gestão pública participativa em prol de um desenvolvimento socioeconômico inclusivo. Governos e população, juntos, têm as respostas para solucionar qualquer problema da sociedade, e os mecanismos para fazê-lo. Minha missão é criar caminhos para fazer com que os dois cooperem genuinamente por um futuro incrível. O Papyrus é uma consultoria que visa levar soluções já existentes para pequenas prefeituras, possibilitando a economia de recursos e a solução de questões inerentes ao seu funcionamento.

Do meu desafio, o mais importante é dizer que:

Engajar pessoas; estabelecer um diálogo propositivo em vez de acusativo.

Pensar Grande é:

Pensar Grande é pensar com clareza. É se permitir observar e buscar compreender um contexto sem restrições, sem fórmulas prontas, sem conceitos pré-estabelecidos. É se permitir raciocinar naturalmente, com fluidez, com a inocência de uma criança. Na maioria das vezes, Pensar Grande é pensar muito simples, tão óbvio que nunca foi pensado por ninguém.

Ver todos os jovens