alt marcas
3 de maio de 2019

Após ter sua ideia aprovada e incubada pelo Pense Grande, Carla Boaretto agora ajuda na formação de jovens na metodologia dentro das Etecs.

Nas horas vagas, Carla Francischette Boaretto assiste a filmes de super-heróis, romances “água com açúcar” e adora ouvir música. O que parece um dia comum para uma jovem de 18 anos, tem ficado cada vez mais comprometido pelas atividades abraçadas por ela, mas por um bom motivo.

Há dois anos, Carla apresentou sua ideia empreendedora para um projeto voltado a pessoas com deficiência, na ETEC São Mateus, em São Paulo (SP), quando participou do Programa Pense Grande. Hoje, ela é responsável por capacitar jovens na metodologia dentro da sala de aula. Além disso, está em processo de finalização do seu próprio aplicativo e cursa licenciatura em Matemática.

Além das expectativas

Quando se inscreveu para o programa, Carla considerava que aquela seria apenas uma nova aula extracurricular. Na época, Carla estava no segundo ano do Ensino Médio e dividia o seu tempo entre as matérias comuns e o curso integrado de Informática para Internet.

“Só sabia que o Pense Grande se tratava de um projeto para impactar realidades por meio do empreendedorismo social. E o que acabava me contendo nas ideias era o pessimismo e medo das coisas darem errado. Mas depois do programa, eu decidi me jogar de cabeça”, conta a jovem.

Enquanto participava da formação na ETEC, Carla criou o projeto Integra Mais, site e aplicativo que tem como objetivo auxiliar pessoas com algum tipo de deficiência, mostrando serviços como escolas com acessibilidade, vagas de emprego em empresas adaptadas e locais de lazer, além de dicas e outras informações. “Pensamos em um tema que, infelizmente, não é valorizado na sociedade. E vimos que pessoas com deficiência precisavam desse tipo de serviço”, explica.

A ideia fez sucesso e chamou atenção do júri que participou do Demoday, evento que encerra o ciclo do programa Pense Grande e premia os empreendimentos de destaque de jovens de ETECs do Estado.

Incubação transformadora

Foi a hora de dar um passo além. Junto com o grupo de amigos formado na sala do Ensino Médio, Carla se inscreveu o projeto no Pense Grande Incubação 2018. O projeto foi aprovado e, a partir daí, novos desafios passaram a fazer parte do negócio. “Chegamos muito imaturos. E ao longo do processo a gente percebeu que precisava crescer para fazer o projeto acontecer”, revela.

Ao lado de outros jovens de diversos Estados do país, Carla conta um pouco de sua jornada empreendedora na Websérie Pense Grande, que traz relatos de experiências transformadoras vivenciadas por participantes do programa. Os vídeos foram gravados ao longo do Pense Grande Incubação 2018 com os integrantes dos projetos incubados e mostram o percurso dos jovens, seus sonhos, aprendizados, desafios e amadurecimento.

Durante os encontros, o Integra Mais ganhou novos ares. “Encontramos um diferencial. Pensamos em uma plataforma mais inclusiva e que acompanhe a pessoa com deficiência durante todo o processo de inclusão”, comenta Carla. Com auxílio dos mentores do Pense Grande e o investimento financeiro que a incubação oferece, a ideia finalmente saiu do papel. Agora, a ferramenta está em fase de desenvolvimento e deve ser lançada em breve.

 

Compartilhando conhecimento

Passada a fase de formações e incubação do programa, uma pergunta ainda martelava a cabeça de Carla: “Como compartilhar esse conhecimento”?

Ela que sempre sonhou em trabalhar com educação encontrou uma oportunidade no projeto de Voluntários do Pense Grande.

“Estou buscando uma forma de devolver para o ecossistema o que eu aprendi. Ter uma atitude empreendedora é compartilhar o conhecimento”, acredita a jovem.

Depois de participar de um evento em que deu seu depoimento sobre o processo que viveu durante a incubação, Carla foi convidada a fazer parte do grupo de multiplicadores do Pense Grande, além de atuar como voluntária nas capacitações.

O encontro com o grupo de agentes disseminadores da metodologia é conduzido pela Impact Hub, parceiros na execução do programa da Fundação Telefônica Vivo e acontece durante quatro meses. Em cada um deles, os multiplicadores recebem instruções para aplicarem as metodologias nos grupos de jovens das Etecs, que recebem o Pense Grande na grande curricular.

Carla já promoveu uma oficina e o resultado foi bem além do que ela idealizava. Para o futuro, ela pretende continuar a disseminar o pensamento empreendedor e seguir o caminho que ama: ensinar. “Está sendo muito gratificante. Sempre quis estar na sala de aula e falar de um assunto que eu gosto tanto para outras pessoas que querem empreender me deixa muito feliz”, conclui.



 

Notícias relacionadas

Uma das facilitadoras do Impact Hub está comemorando, com os punhos para cima e segurando um caderno durante atividade do programa Pense Grande, que incentiva o empreendedorismo social.
6 de maio de 2019

Pense Grande amplia a atuação de empreendedorismo social nas ETECs e FATECs

18 de março de 2019

Empreendedores criam negócios sociais a partir de suas experiências de vida

Grupo de jovens do Programa Pense Grande Incubação posa, para a foto
11 de março de 2019

10 motivos essenciais pra você inscrever a sua ideia de negócio no Pense Grande Incubação