perfis-protagonistas-bruno

Bruno Capão

Bruno Capão – Laje duCorre

Quando te chamarem de maluco, coragem

Um cara foi lá e disse: vou realizar 10 sonhos antes dos 30 anos. Maluco? Pode ser que sim, mas o Bruno Capão prefere ser chamado de louco por fazer do que por nem tentar. Isso porque ele sabe que sempre vai ter alguém te julgando e fazendo chacota das tuas ideias, mas o que importa mesmo é colar com aqueles que acreditam em você e vão te apoiar, não importa o quão fora da caixa for tua ideia.

E o Laje duCorre surgiu dessa vontade de reunir num espaço tão típico das favelas a galera mais maluca, que está cheia de ideias para trocar. Os encontros acontecem na laje do Bruno, que soube olhar para o seu redor e ver ali uma oportunidade de criar mudança.

Mesmo quando a sua família não acredita muito no seu sonho, é preciso olhar atentamente para ele e traçar um caminho para chegar lá. Não dá para tirar os pés do chão e ignorar a realidade, mas dá para construir em pequenos passos e encurtar a distância entre o hoje e o sonho.

Para o Bruno foi uma imagem: ele viu a laje e imaginou ali pessoas diferentes trocando conhecimentos e criando conexões potentes, conversando sem pré-julgamentos, sem ter aquele que sabe mais e o que sabe menos, mostrando que os saberes são diferentes e se completam. A Laje duCorre que juntar pessoas diferentes no mesmo espaço e com o mesmo propósito.

Esse é um dos 10 sonhos que já está sendo realizado, e o Bruno quer ir mais longe, levar para outras comunidades, para outras lajes, e mostrar para a juventude da periferia que maluco ou não, para realizar só é preciso dar o primeiro passo.

Quer saber mais como a história do Bruno Capão pode te ajudar a levantar uma grana com seu talento? Fale com o Deco e conheça mais!